Cadê o meu Pincel? » Blog Archive Tudo sobre curvex depois do rímel - Cadê o meu Pincel?
maquiagem category image
12 de dezembro de 2016
Tudo sobre curvex depois do rímel

Quer saber tudo sobre curvex depois do rímel?

dicas-curvex

Nesse post darei muitas dicas, mas sugiro que assista ao vídeo que fiz sobre esse tema para ver o passo a passo e os diferentes efeitos o na prática (clique aqui ou dê play abaixo).

Muitas têm medo desse instrumento que dá curvatura aos cílios, acham que ele machuca ou quebra os fios; isso realmente pode acontecer se você não seguir algumas regrinhas básicas:

  • antes de usar, verifique se o curvex está limpo, sem resquícios de máscara e com a borrachinha no lugar e em bom estado, sem estar ressecada ou com rachaduras.
  • abra o curvex e o posicione bem rente aos cílios para não beliscar a pele – o que é normal quando não se tem prática. Pressionar os cílios não dói, só dói se você pegar a pele.
  • não pressione demais, com muita força. É desnecessário e arriscado.
  • depois de curvar os cílios, certifique-se de abrir o curvex para liberar os fios antes de afastá-lo do olho. Caso puxe com ele ainda fechado, pressionando, provavelmente alguns fios serão quebrados ou arrancados.

Aplicar o curvex depois dos rímel, especificamente, é um assunto polêmico, que divide a opinião de maquiadores – alguns indicam e outros não recomendam. A verdade é que depois da máscara, os fios ficam mais durinhos, o que por um lado é bom, já que eles ficam mais fáceis de modelar, mas ao mesmo tempo faz com que fiquem mais propícios à quebra ao serem pressionados com o curvex.

Eu, particularmente, nunca tive problemas, pelo contrário, AMO o efeito que dá aos meus cílios, que são naturalmente curtos e retos, sem curvatura fuén fuén fuén. Nas fotos abaixo dá para ver a diferença que ele dá:

curvex-depois-do-rimel

(1) sem nada, mal dá para ver os cílios. (2) com 3 camadas rímel, ainda pouquíssima diferença, (3) usando o curvex depois do rímel, AÍ SIM, HEIN?! e (4) depois de aplicar mais uma camada pós-curvex (um obs.: vendo as fotos, preferi, com essa máscara, o efeito em (3): fios alongados e com menos volume).

Passo 3 (usando curvex depois do rímel) x passo 1 (nada nos cílios):

como-usar-curvex

C-H-O-C-A-D-A!

Eu uso diariamente, há anos, o curvex Shu uemura. Ele não é vendido no Brasil e é caro, mas valeu cada centavo investido (comprei anos atrás no Mercado Livre, por uns 80 reais). Nunca tive problemas e acho o formato dele realmente diferenciado: ele se encaixa bem no meu olho, abrangendo todos os fios, do começo ao fim, e curvando de forma gentil e eficaz.

Comprei recentemente um mais barato, da Macrilan, que custou 5 reais e ainda veio com uma borrachinha extra. Comparado ao Shu uemura, ele sem dúvidas é inferior, mas dá um efeito muito bacana também. Levo na necessaire para emergências, mas no dia-a-dia uso mais o Shu uemura mesmo. Nas fotos abaixo, o da esquerda é o curvex Shu uemura e o da direita é o curvex Macrilan:

curvex-caro-x-barato

Além disso, como falei no vídeo, a escolha da máscara de cílios faz muita diferença, inclusive para esse truque, de aplicar o curvex depois do rímel. Eu prefiro as versões à prova d’água, para garantir a curvatura ao longo do dia, mesmo que os olhos lacrimejem, por exemplo, e prefiro as máscaras com aplicadores menores, com a finalidade de alongar. Elas secam rapidinho e deixam os fios maiores. Caso queira mais volume, geralmente invisto em mais camadas ou uso uma máscara de volume no final, depois de curvar os cílios. Minha máscara favorita dos últimos tempos e a que usei no vídeo e nas fotos desse post é a The Rocket, da Maybelline.

mascara-the-rocket-maybelline

Uma dica extra, não ligada ao curvex, mas que também evita a queda de cílios é retirar a máscara, especialmente se for à prova d’água, com demaquilante bifásico. Já citei aqui alguns que gosto; o que tenho usado nos últimos meses é o da L’Oréal, que tem um excelente custo-benefício, na minha opinião (tem resenha aqui). Não esfregue muito na hora de demaquilar, tanto para preservar os cílios, quanto para não irritar a região do olho, que é muito sensível.