Cadê o meu Pincel? pele oleosa Archives - Cadê o meu Pincel?

banner-full

banner-full
maquiagem category image
07 de novembro de 2017
Resenha Base fluída da Vult | cor 04

Esse ano fui conferir os pré-lançamentos de maquiagem na Beauty Fair. Rolou até vídeo por lá com vários produtinhos da Vult, entre elas a base fluída, que vou resenhar hoje para vocês.

base-em-conta-gotas-lancamento-2017

Confesso que assim que soube da proposta da base e testei pela primeira vez – ainda no stand da Vult, na mão mesmo -, torci o nariz. Fórmula ultrafluida, acabamento natural, cobertura leve? Essa base não é para mim! Tenho pele oleosa, com espinhas e manchas e adoro um reboco, MAS não é que ela me ganhou?! Aliás, usei tanto que a minha já acabou. Mas, além de ter usado antes, tem o fato de que ela vem com menos quantidade do que os 30 ml habituais.
base-fluida-vult

Por ser muito líquida, ela vem nessa embalagem conta gotas. No começo rolaram uns acidentes e sujei a roupa, mas aí fui me adaptando: primeiro “deitando” o rosto de forma que ela não escorresse e, depois, acabei reduzindo a quantidade que usava pela metade (passei a usar o conteúdo do conta gostas no rosto todo, não só em uma metade).

base-fluida-vult-agite-antes-de-usar

Antes de usar, agite bem, conforme indicação da marca. A que ganhei é na cor 04, que está um pouquinho escura para mim. Já fica um alerta: ela oxida! Escolhi a 04 porque, testando lá na hora, parecia perfeita, mas ela escurece bastante depois que seca, como dá para ver na foto abaixo (já havia feito os “olhos” há uns minutinhos. A “boca”,  é como a mesma base, na mesma cor, fica assim que aplicada).

base-liquida-vult-oxida

Falando em cor, ela vem meio escondidinha, na lateral:

base-fluida-vult-cor-04

Apesar da cobertura mais leve, ela fica ótima para o dia a dia. Na montagem abaixo, estou sem nada | aplicando a base | maquiagem para o dia a dia pronta (e sem usar corretivo).

base-fluida-vult-antes-e-depois-coberturaPara a aplicação, minha dica é colocar direto no rosto e espalhar com um pincel. Testei com as mãos e foi difícil, por ela ser bem líquida, além de ter manchado. A esponjinha absorveu muito produto e reduziu ainda mais a cobertura da base, e aplicando diretamente no pincel, as cerdas acabam sugando parte dela e rola desperdício de produto.

Abaixo dá para ver como ela disfarça bem minhas manchinhas ao redor do olho, apesar de leve.
base-fluida-vult-cor-4A base fluída da Vult seca bem rapidinho e deixa um toque aveludado, mas não abro mão do pó assim que aplico (senão ela acaba acumulando nas minhas linhas, como dá para ver abaixo), e ao longo do dia, porque na minha pele, ela ficou bem oleosa sem o pó, principalmente no nariz, como mostrei nesse vídeo para vocês. Ela transfere um pouco e vai saindo ao longo do dia (sem manchar e sem escorrer com água ou suor, mas no fim do dia sinto que a cobertura está beeem levinha, com espinhas e manchas mais à mostra, entende?).
base-liquida-vult-acumula-nas-linhasResumindo, foi uma base que me atendeu bem no dia a dia! Não para uma festa ou para um evento, mas para usar rotineiramente achei uma ótima opção. É prática, espalha muito fácil, seca rápido… Mas, como oxida, precisa de uma atenção extra na hora de escolher a cor (minha dica é testar no rosto e sair da loja com ela para ver como fica direitinho, em vez de já comprar de primeira) e vem com apenas 20 ml. No geral eu gostei bastante, tanto que quero que lance logo para eu comprar uma nova (dessa vez na cor 03, provavelmente).

Espero que tenham gostado dessa resenha da base fluída da Vult. Me conta nos comentários o que você achou e se já testou alguma base em formato de conta gotas.


cuidados-com-a-pele category image
20 de agosto de 2016
Melhor protetor para pele oleosa: Cetaphil Daylong Gel Fluid

Recebi há um tempo, em um evento da Drogaria Venancio, o protetor Cetaphil Daylong Gel Fluid, com FPS 30.

cetaphil-daylong-fps-30-gel-fluid-facial

Confesso que tinha deixado de lado o hábito de proteger o rosto no dia a dia, mas depois dessa análise que fiz no Spazio Fabiana Costa logo mudei de ideia rs! Levei puxão de orelha, óbvio, por conta das manchinhas de sol e fui orientada a usar protetor solar diariamente, mesmo que eu fique em casa – o que está sendo mais difícil de colocar em prática porque acabo esquecendo, mas vou tentar ficar atenta até que vire rotina.

Quando estava fazendo minha mala para NY já estava com isso na cabeça – ainda mais depois de me falarem do calor que faz por lá em Julho – e uma das primeiras coisas que coloquei na necessaire foi o Cetaphil Daylong, ainda fechado.

Chegando lá fui usar pela primeira vez e me surpreendi com a textura: ele é bem líquido e a sensação quando apliquei foi de ter passado água no rosto. Muito agradável, mas sendo sincera, fiquei com medo de não proteger de forma eficaz.

protetor-facial-toque-seco

Usei todos os 10 dias da viagem, estava realmente muito quente e não fiquei nem um pouco vermelha, o que acontece facilmente quando me descuido. Começou ali minha paixão por esse produto, mas foi em Búzios que ele me ganhou de vez.

Tinha deixado de usar o protetor solar na minha rotina, como eu disse no começo do post, mas na praia ou na piscina jamais; e mesmo tendo o maior cuidado nessas ocasiões e reaplicando várias vezes, acabava ficando com as bochechas um pouco vermelhinhas. Usando o Cetaphil Daylong não fiquei nada vermelha.

protetor-solar-para-pele-oleosa

Além disso, outro ponto muito positivo é que ele fica bem sequinho (3) , então não incomoda nem se usado sozinho, nem embaixo da maquiagem. É um produto realmente fiel à descrição: tem uma textura ultra fluida (1), efeito mate, rápida absorção e é fácil de espalhar.

O Cetaphil Daylong também é hipoalergênico, oil free, livre de conservantes, fragrância, parabenos e benzofenona-3, não comedogênico/acnegênico, além de possuir vitamina E, “que neutraliza os radicais livres e previne o envelhecimento precoce”.

Virou o meu protetor solar favorito e tem me ajudado a voltar a ter esse hábito saudável de cuidar mais da pele. Aliás, a minha é oleosa e acneica, especialmente depois que parei de tomar o anticoncepcional, e me adaptei muito bem a ele.

Pesquisei agora e a embalagem com 30ml de produto está custando 67 reais, em média.

Espero que tenham gostado da resenha. Beijos, e até o próximo post


cuidados-com-a-pele category image
01 de maio de 2013
Em busca do protetor solar ideal – Teste de oleosidade

No post que fiz sobre minha rotina de cuidados com a pele citei que usava o Protetor Solar Avène Emulsão, com FPS 50. Ele foi uma indicação da minha dermatologista e por muito tempo fiquei satisfeita. Mas, como de uns tempos para cá comecei a achá-lo oleoso, decidi testar outro: o Anthelios AC Gel-Creme Toque Seco, com FPS 60. Estou bem satisfeita com essa escolha: ele é absorvido bem rapidamente pela pele e segura a oleosidade por horas. Se você ainda não achou o protetor ideal e está buscando um que seja bem sequinho, dá uma olhadinha na comparação abaixo; pode ser que ajude ;D

 protetor-comparacao-avene-la-roche

TESTE DE OLEOSIDADE

teste-oleosidade-comparacao-protetores-avene-la-roche

Tenho razão em preferir o meu mais novo queridinho, né? rs! Se conhecerem um protetor ainda mais sequinho, vou adorar saber! Beijos, gente, e até o próximo post! UPDATE: Esqueci de colocar os valores dos protetores (obrigada por lembrar, Flávia!). Na verdade, não lembro ao certo, mas foi algo em torno de 60 reais cada.